Decorar apartamentos pequenos: como obter mais espaço?

Jed Owen

Seja em Lisboa, no Porto ou em Braga, as casas estão cada vez mais caras. Por isso, vemos cada vez mais apartamentos entre 30 a 60 m2, em que cada m2 de espaço conta! Então, como decorar apartamentos pequenos? Como obter mais espaço?

Arrumação em altura

Desde que o apartamento tenha um bom pé direito, a solução pode passar por arrumar em altura. Use móveis altos para arrumar (ponha as coisas que utiliza menos vezes nas prateleiras de cima) ou até para criar elementos decorativos. Frequentemente, os decoradores de interiores planeiam móveis à medida que parecem mesmo parte da casa! (Já agora, veja aqui quanto custa um decorador de interiores.)

Elimine divisões desnecessárias

Outra coisa que pode fazer para criar a sensação de espaço é eliminar divisões. Pode juntar a cozinha e a sala, por exemplo. Se tem um sofá no meio a sala a dividir a zona de estar e a zona de jantar, talvez seja uma boa ideia criar uma decoração diferente, que dê a sensação de continuidade. Na casa de banho, também pode ganhar espaço para uma máquina de lavar ou mais arrumação de trocar a banheira por uma base de duche.

Móveis que se transformam ou com arrumação extra

Hoje em dia, é fácil encontrar móveis que se transformam. Pode instalar uma cama retráctil na sala para ter uma cama de convidados, uma mesa que se estende para mais pessoas, cadeiras que encartam, etc. A nível de arrumação, há sofás com arrumação em baixo, sommiers com estrado elevatório para o quarto e outros móveis com “arrumação escondida”. Veja aqui algumas ideias para apartamentos pequenos.

Prefira portas de correr 

Cada vez que compra um móvel com portas batentes, tem de deixar espaço livre para as poder abrir. Então, talvez valha a pena investir em móveis com portas de correr, mesmo que haja uma ligeira diferença de preço. O mesmo é válido para as divisões da casa: pode ter uma porta de correr entre a sala e a cozinha ou até na casa de banho!

Como escolher um advogado? 5 Dicas

Se precisa de contratar um advogado, talvez esteja perdido. Por onde começar? Quem contratar? Como é que pode ter a certeza que a é a melhor pessoa para representar os seus interesses? Deixamos aqui 4 dicas sobre como escolher um advogado: 

1. Verifique a qualificação 

O primeiro passo é verificar a qualificação do candidato. Confirme que está registado na ordem dos advogados, em que universidade andou e se tem alguma especialização (por exemplo, direito familiar, direito fiscal, e por aí em diante).

2. Peça referências de antigos clientes

Outro cuidado que deve ter quando contrata um advogado é pedir referências a antigos clientes. Os clientes anteriores podem explicar como é que o advogado actua na sua vida profissional e se venceram ou não o caso. O próprio advogado pode fornecer estas referências! Mas, em plataformas como a Fixando, pode ler logo as avaliações de clientes anteriores. 

3. Analise o atendimento 

Outro factor que deve ter em conta é o atendimento do advogado. Parecia-lhe estar dentro do caso? Percebeu o que pretendia? Ou deu-lhe sempre respostas genéricas, que se podiam aplicar a qualquer caso? É muito importante perceber se há um interesse imediato, e talvez alguma empatia, para criar uma relação de confiança desde o momento zero. 

4. Compare sempre os preçosMas quanto custa um advogado? Como em tudo, o preço também é um factor decisivo. Procure mais de um escritório de advogados e compare sempre os preços. Na Fixando, pode encontrar advogados na sua área, incluindo advogados em Braga e advogados no Porto, e comparar até 5 orçamentos.

Quanto tempo demora até receber as fotografias de uma sessão fotográfica?

Carlos Macías

Se fez uma sessão fotográfica, mal pode esperar para ver o resultado, certo? Mas, infelizmente, a entrega das fotos não é imediata. Depois da sessão fotográfica de um casamento, de um baptizado, de uma festa ou de outra ocasião especial, precisa de esperar alguns dias até receber as fotografias.

É difícil precisar quanto tempo vai demorar até receber as fotografias de uma sessão fotográfica. Tudo depende da quantidade de fotografias que tirou, do tipo de fotos que pretende e da agenda do fotógrafo. Por isso, se estiver à procura de uma sessão fotográfica, o melhor é fazer logo a pergunta ao fotógrafo que vai contratar.

Lembre-se que pode contratar uma sessão fotográfica no Porto ou uma sessão fotográfica em Lisboa através da Fixando. A plataforma permite-lhe encontrar fotógrafos perto de si e receber até 5 orçamentos grátis e sem compromisso. Depois, só tem de escolher o profissional que quiser.

Mas porque é que o fotógrafo demora tanto tempo a entregar as fotografias? Simples. Ao contrário do que acontecia antigamente, não se trata só de “revelar o rolo” em uma ou duas horas. Hoje em dia, os fotógrafos demoram dias a seleccionar fotos e a editá-las a computador. Só depois vão para impressão e, finalmente, para o seu álbum.

Se também contratou um serviço de vídeo, demora ainda mais tempo. É necessário ver todas as horas de filmagem, escolher as melhores partes e editar um vídeo coeso. Por isso, como vê, o tempo que demora a receber as fotografias de uma sessão fotográfica depende do tipo de sessão que escolheu e do tipo de foto que pretende (preto e branco, sépia, mais natural, mais editada).

Quanto tempo preciso para uma sessão fotográfica?

Clarisse Meyer

Se está a pensar fazer uma sessão fotográfica, talvez queira saber quanto tempo precisa para uma sessão fotográfica. 

Infelizmente, não há uma resposta rápida para a sua pergunta. O tempo da sessão fotográfica varia consoante aquilo que pretende e o orçamento disponível. Se procurar uma sessão fotográfica no Porto ou uma sessão fotográfica em Lisboa na Fixando, por exemplo, tem várias opções.

Quer fazer uma sessão para ter um retrato profissional, que pode usar no seu currículo, em documentos ou na sua vida profissional? Quer fazer uma sessão fotográfica com modelos, para promover o seu produto ou a sua marca? Quer uma sessão fotográfica para fotografar um imóvel que está a tentar vender? Quer fazer uma sessão fotográfica para bebés?

Normalmente, num contexto mais pessoal, as sessões demoram 1 a 2 horas. No entanto, se quer tirar fotografias para usar um contexto corporativo ou de negócios, a sessão pode demorar muito mais tempo. Uma tarde, um dia ou até mais, no caso de querer fotografar um catálogo produtos.

Depois, a duração da sessão fotográfica também varia com o local. Depende se quer fazer a sessão fotográfica num estúdio de fotografia, que é um ambiente controlado, em casa (por exemplo, no caso de sessões para bebés ou animais de estimação), ao ar livre (num sítio público, onde pode facilmente ser interrompido por outras pessoas) ou na sua empresa. 

Finalmente, o tempo da sessão varia com o seu orçamento. Afinal de contas, não se esqueça que está a pagar os serviços de um profissional à hora (o que inclui não só o tempo da sessão, mas também o tempo de editar as fotos). Se o seu orçamento for baixo, talvez só seja o suficiente para uma sessão curta. Se for mais flexível, pode demorar mais tempo. 


Se quer saber quanto custa uma sessão fotográfica, clique aqui.

Como remover o mofo das cortinas, almofadas e roupas

O mofo e o bolor não ficam só nas paredes. As carteiras de pele ou de couro também podem apanhar bolor em sítios húmidos, assim como as cortinas, as almofadas do sofá, e as roupas no fundo ao armário. (Bem, não necessariamente no fundo do armário, embora seja mais comum em zonas com pouca circulação de ar… como o fundo do armário.)

Se o bolor estiver muito espalhado e for uma peça de que não gosta, o melhor é deitar fora. Mas, se o bolor está a destruir aquela carteira que sempre adorou, não desespere. Com algum esforço, pode tentar lembrar o bolor e restaurar a pele. Vamos ver como remover o mofo das cortinas, almofadas e roupas?

O primeiro passo é lavar a peça que tem bolor. Se o bolor for recente e não estiver muito espalhado, é possível que saia com uma simples lavagem. Pode deixar a roupa de molho com bicarbonato ou vinagre algumas horas e depois lavar na máquina, na temperatura mais alta que a roupa permitir, com bastante detergente.

Se as manchas persistirem, não é bom sinal. Provavelmente o bolor é antigo e já proliferou. Mas, se uma peça de que gosta, não desista já. Se é um tecido sintético, experimente misturar água com um sabão neutro. Borrife por cima da zona que quer lavar e esfregue com uma escova. A seguir, passe um pano e deixe secar à sombra. (Secar ao Sol pode danificar o tecido).

Se o tecido for de algodão,  a nossa sugestão é colocar sumo de limão em toda a zona que tem bolor, já que o limão é ácido. Esfregue bem o limão, deixe actuar e depois lave novamente com detergente neutro. Se precisa de ajuda para limpeza de estofos, procure aqui limpeza de estofos no Porto ou limpeza de estofos em Lisboa

No caso do couro e da pele, experimente colocar vaselina ou graxa de cavalo. Espere alguns minutos e depois remova com um pano seco. É possível que isto seja o suficiente para remover o bolor! A seguir, pode passar um produto de limpeza próprio. Se há uma parte descolorada ou danificada, pode experimentar um creme para calçado da cor da peça, tinta para pele ou ir a uma tinturaria. 

Como substituir os tubos de gás?

Ayesha Firdaus

Sabia que os tubos de gás têm uma validade de cinco anos? E as mangueiras devem ser usadas durante 5 ou 10 anos? As instalações de gás precisam de manutenção quase constante, mas cada substituição precisa de cumprir as normas de segurança.

Os tubos nas paredes têm de ser de cobre, as mangueiras têm de ser de tubos flexíveis, deve haver uma distância mínima entre os electrodomésticos, o tubo tem uma dimensão máxima de 150 cm, a conduta tem de cumprir uma série de regras… Pode consultar os principais cuidados aqui.

E claro, não se esqueça que tem de fazer uma inspecção periódica do gás depois de fazer qualquer alteração à rede ou instalação de gás. Por isso, embora pareça ser um trabalho simples e rápido, e embora o primeiro resultado do Google seja o Fórum Casa a encorajá-lo para um bom DIY… 

… não tente substituir os tubos de gás sozinho. Em vez disso, procure e compare vários orçamentos para fazer uma instalação de gás no Porto ou uma instalação de gás em Lisboa. É muito importante que qualquer substituição de tubos seja de executada por um técnico experiente.

Só assim consegue garantir que a instalação cumpre todas as normas e está preparada para passar na inspecção do gás, que obrigatória a cada 5 anos. Caso contrário, tem de corrigir o problema (outro gasto) e pagar uma segunda inspecção para demonstrar que corrigiu os problemas detectados.

Já para não mencionar, claro, que é muito mais seguro. Com o gás e a electricidade não se brinca. Por isso, se não sabe, não invente. Contrate profissionais! 

Como organizar um sunset? 

As festas sunset são cada vez mais populares e um verdadeiro clássico no que diz respeito a Festas de Verão. A ideia é aproveitar a luz do fim do dia e desfrutar do pôr a Sol a tomar uma bebida e a ouvir música na companhia de amigos! Mas como organizar um sunset?

1. Escolha o local

Um bom sunset depende muito do local. Escolha um bar ou uma quinta orientado a poente, onde se possa ver bem o pôr do Sol. Escolher o local certo pode determinar o sucesso da sua sunset party! 

2. Escolha bem o catering

O catering é uma das partes mais importantes de qualquer sunset. O ideal é ter um catering que inclua também as bebidas, incluindo um bar que sirva cocktails. Quanto à comida, a finger food é perfeita para um final de tarde descontraído. 

3. Escolha o DJ 

Sunset sem música? Impossível! Qualquer sunset precisa de ter uma banda sonora, por isso precisa de procurar um DJ ou alguma forma e pôr música a tocar. Hoje em dia, pode dar um grande concerto só com um computador e umas colunas!

4. Envie os convites

Agora que já decidiu o dia e o local, pode começar a promover o evento. Envie um email a todos os convidados do evento e peça para confirmarem a sua presença até uma determinada data.

5. Procure um planeador de eventos

Se está a ser difícil fechar todos os detalhes, procure uma empresa de organização de eventos no Porto ou uma empresa de organização de eventos em Lisboa. Assim só tem de desfrutar do seu evento sem se preocupar com mais nada!

Estas são as nossas dicas para organizar uma festa sunset! Mas lembre-se que o formato sunset é muito popular noutras ocasiões. Também pode organizar um evento corporativo ao final da tarde ou um casamento com sunset!

Tudo sobre relva artificial para jardins

CHUTTERSNAP

Está a pensar colocar relva artificial no seu jardim, tal como fazem nos estádios de futebol? Então, fique a conhecer todas as vantagens da relva artificial para jardins! 

6 coisas que precisa de saber sobre a relva artificial

  • A relva artifical é mais durável. A relva natural dura pouco tempo, o mais natural é ter de replantar todos os anos. Pelo contrário, a relva artificial aguenta mais de 20 anos, sempre com um aspecto impecável! 
  • A relva artificial é mais resistente. Além de ser mais resistente e não perder a cor com os raios UV, a relva artificial também é resistente ao fogo, o que a torna numa opção melhor para rodear a sua casa no Verão. 
  • A relva artificial não se altera com a temperatura. A relva artificial resistente à humidade e também não seca com as altas temperaturas. Por isso, a manutenção da relva artificial é muito simples.
  • A relva artificial não se altera com o cloro. Por isso, é indicada para colocar à volta da piscina no Verão, incluindo piscina de água salgada, piscinas de obra, piscinas desmontáveis piscinas insufláveis. Além disso, pode ir de férias descansado porque não é preciso regá-la nem cortá-la. 
  • A relva artificial não se estraga. Mesmo que os seus filhos ou o seu cão tentem puxar a relva, é muito mais difícil estragar o relvado. Mais: a densidade da relva amortece as quedas das crianças e previne que se magoem.
  • Limpeza: para limpar a relva artificial, basta limpar de vez em quando com um jacto de água ou escová-la. 

Quer colocar relva artificial no seu jardim? Garanta uma instalação perfeita e duradoura com a ajuda de um profissional. Procure jardineiros no Porto ou jardineiros em Lisboa  e instale um relvado digno da melhor equipa de futebol!

Quais a melhores técnicas para poupar energia?

Tim Mossholder
  • Diminua a potência da luz

Sabe qual é a potência de luz que tem contratada? Também possa baixar para a potência mais baixa, de 3.49 kvA. Entenda melhor quais são os escalões de potência contratada em Portugal e qual é a potência mais indicada si

  • Verifique qual é o melhor horário para si

Muitas pessoas acham que a tarifa bi-horária é sempre mais vantajosa. Mas, se tem um termoacumulador em casa, de certeza que está a tomar banho às horas mais baratas? Reveja os tarifários e compare a tarifa normal, a bi-horária e a tri-horária. Ou melhor ainda: pegue na sua factura, analise o seu consumo em vazio, cheias e ponta para perceber se pode poupar ou não!

  • Não abra o forno enquanto cozinha

Cada vez que abre o forno, perde 25% de calor. Por isso, se costuma utilizar o forno para cozinhar e poupar tempo, não abra o forno enquanto cozinha! 

  • Encha o congelador de água

Esta é uma dica para poupar energia que vem da própria EDP. Se não tem o seu congelador cheio, encha-o com água. Assim, perde menos energia cada vez que o abre.

  • Lave a loiça na máquina

Outra forma de poupar energia que a EDP também recomenda é lavar a loiça na máquina. Apesar de parecer que não, poupa mais energia e mais água do que a lavar a loiça à mão!

  • Use lâmpadas incandescentes 

De certeza que já ouviu esta dica, mas nunca é demais repetir. As lâmpadas incandescentes podem poupar até 80% da luz e duram 8 vezes mais.  Se precisa de mudar a sua instalação eléctrica, procure electricistas no Porto e electricistas em Lisboa. E, como queremos que poupe, sabemos que é na Fixando que vai encontrar electricistas ao melhor preço.

  • Ponha fita isoladora nas janelas

Quando aquece a casa no Inverno, ou quando a refresca no Verão, grande parte da energia perde-se pelas janelas. Por isso, procure fitas isoladoras para as portas e janelas. Geralmente são fáceis de colocar e vai poupar muita energia! 

Preciso de licenças para remodelar a minha casa?

Milivoj Kuhar

Existem muitas dúvidas sobre que tipo de obras precisam de licença ou não. Mas, se quer fazer uma remodelação no interior de sua casa, em princípio não precisa de pedir nem autorização nem licença.

Apenas as obras que mexem com a estrutura da casa exigem licença camarária. Ou seja, se pretende derrubar pilares, mexer na fachada, construir mais um piso, restaurar todo o edifício ou demolir, precisa de uma licença. 

Outras obras mais pequenas, como construir uma piscina, precisa de comunicar à câmara municipal com antecedência. As outras que não afectam os seus vizinhos, no interior da sua casa, dispensam qualquer formalidade:

  • pintar a casa por dentro: não precisa de notificar nem a câmara nem o condomínio. Pinte da cor que quiser, como quiser, as vezes que quiser!
  • arranjar o telhado: desde que fique idêntico ao original, não precisa de licença para arranjar o telhado. 
  • colocar painéis fotovoltaicos: pode colocar painéis fotovoltaicos no telhado desde que não superem um metro de altura.
  • derrubar paredes, desde que não comprometam a estabilidade da fracção ou do edifício, também pode derrubar paredes ou construir novas paredes em pladur.
  • mudar o chão e os azulejos: pode mudar todos os revestimentos interiores, como o chão, azulejos da cozinha e da casa de banho.
  • remodelar a casa de banho e a cozinha: não precisa de licença para remodelar a casa de banho e a cozinha de sua casa.
  • mudar portas e janelas: altere as janelas e as portas de sua casa para melhorar o conforto, o isolamento térmico e isolamento acústico. 
  • construir um alpendre e uma pérgola: também não tem de pedir licença para construir um alpendre e uma pérgola em casa. No entanto, deve confirmar as normas do condomínio, já que alguns condomínios proibem obras com impacto visual.

Já está decidido a fazer remodelações? Então, passe para o passo seguinte: encontre empresas de remodelação em Lisboa e empresas de remodelação no Porto!

Create your website with WordPress.com
Iniciar